11:43 - quinta-feira , 21 setembro 2017
Início / Internacional / Itália proíbe doação de sangue em Roma por medo de contágio de chikungunya

Itália proíbe doação de sangue em Roma por medo de contágio de chikungunya

Itália proíbe doação de sangue em Roma por medo de contágio de chikungunya

Capa » Mundo

 

G1/CN

 

 

 

As autoridades sanitárias italianas decretaram nesta quarta-feira (13) a proibição de doar sangue por 1,2 milhão de cidadãos romanos e todos os outros cidadãos que visitaram Roma a partir do dia 25 de agosto, para evitar eventuais contágios de chikungunya. A proibição vale por 28 dias.

O Instituto Superior de Saúde, o Centro Nacional do Sangue e a Região do Lácio impuseram a medida após os 17 casos de chikungunya registrados na capital italiana nas últimas semanas.

“Estamos muito preocupados com a situação da chikungunya, a prefeitura de Roma deve proceder imediatamente para desinfestações para erradicar os mosquitos”, tinha declarado o ministro da Saúde da Itália, Beatrice Lorenzin, poucas horas antes de decretar a proibição de transfusões de sangue.

O chikungunya é uma doença viral caracterizada por febre aguda e transmitida por picadas de mosquito. A transmissão não ocorre por contato direto entre pessoa e pessoa e não há vacina para prevenir a doença.

Segundo o site do Ministério da Saúde do Brasil, a transmissão por transfusão de sangue não é considerada como relevante para a saúde pública.

“Com os cuidados da segurança do sangue que a rede de hemocentros no Brasil já adota para evitar transmissão de doenças por transfusão, não se considera essa via uma forma de transmissão com importância para a saúde pública”, aparece no Portal da Saúde.

TÓPICOS

Além disso, verifique

Milionária britânica desaparecida é encontrada vivendo como moradora de rua em Milão

Milionária britânica desaparecida é encontrada vivendo como moradora de rua em Milão   Capa » Mundo   …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *